Copo de 3: Quinta de SanJoanne 2011

08 Janeiro 2013

Quinta de SanJoanne 2011

Gosto cada vez mais de vinhos onde a fruta se mostra bem delineada, onde nada fica escondido nem como que fazendo parte de um pequeno amontoado de coisas. Com o tempo sigo um caminho que me leva à procura da frescura e da elegância, direi até mesmo da serenidade, perdi a paciência para vinhos repetitivos e sem piada, vinhos que fazem muito barulho que quando nos perguntam se gostamos se ouve um... está engraçado ou então um... interessante. Pessoalmente continuo e continuarei no MEU caminho, longe dos gostos pré-anunciados de supostos gurus, procuro vinhos que me satisfaçam a solo ou acompanhado, à mesa ou no sofá... vinhos que me façam sorrir e pensar. Um desses vinhos é este Quinta de SanJoanne (Casa de Cello) branco da colheita 2011, resultante da junção do Loureiro com Avesso. O salto qualitativo dos brancos produzidos em Portugal foi enorme, bem mais que nos tintos, hoje temos exemplares de enorme qualidade com enorme vénia para os brancos da região dos Vinhos Verdes. Este é um vinho bonito, um vinho cuja fruta em plano moderado, madura e feliz, se besunta de mel e toques bem frescos, com citrinos, bom de cheirar com a sua ligeira austeridade mineral em pano de fundo, cativa no lado vegetal do Loureiro e a secura que mostra ter no final do palato. Todo ele pronto a beber agora, ou a guardar para ser uma surpresa daqui a alguns anos. A enologia está a cargo do mestre Anselmo Mendes, talvez o enólogo que melhores brancos produz em Portugal. Este SanJoanne liga bem com os coentros, com o alho e as gotas de limão, liga bem com o sabor a mar das ameijoas e harmoniza em grande estilo com o dito prato. O preço a rondar os 5€ faz dele uma referência obrigatória a ter por casa.  91 pts
Ameijoas by Restaurante São Rosas

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.